Carregando Notícia
NotíciasTv e Famosos

Mãe de Marília Mendonça diz que neto não pergunta da cantora: “Eu sinto a tristeza na alma dele”

Um ano após a morte da cantora, a investigação da Força Aérea Brasileira (FAB) ainda não foi concluída, a apuração é realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa)

PUBLICIDADE

Na manhã de hoje, sábado (5) a mãe da eterna rainha da sofrência Marília Mendonça, Dona Ruth, não conteve as lágrimas ao falar sobre o seu neto, Léo. Ela revelou que o pequeno de 2 anos, não pergunta mais sobre a mãe, porém ele demonstra tristeza ao ver as fotografias dela.

PUBLICIDADE

Durante a entrevista ao É de Casa, a atração matinal da TV Globo, Dona Ruth relembra um momento recente do neto observando as fotografias da mãe: “Ele ficou olhando para as fotos e eu sinto a tristeza na alma dele, no olhinho. De não saber o: ‘Cadê ela?’, ‘O que está acontecendo?’, ‘Porque ela está aqui, em todos os lugares que ele olha, mas não está presente?'”, diz ela com os olhos marejados.

A mãe da cantora ainda conta o que sente ao perceber os olhares ‘perdidos’ do netinho: “Na hora, é como se dessem uma facada no meu coração, eu sinto a dor dele. Ele é muito pequeninho e eu fico pensando: ‘O que se passa no coração dele?’. Porque ele não pergunta, mas ele está digerindo dentro dele.”

Com os sapatinhos do neto nas mãos, a vovó coruja conta que o mima demais e conta em meio as risadas : “Estraguei o menino”. Logo em seguida, Dona Ruth revela que após a morte da filha, ela e o marido, Deyvid Fabrício, se tornaram os ‘pais’ do Léo : “Ele tem pai e mãe, mas que faz esse papel é eu e o ‘vô’ dele.”

A mãe da cantora conta que o pequeno Léo já tentou chamá-la de mãe, mas ela sempre o repreende e relembra seu parentesco: “Ele já tentou me chamar de mãe, aí eu brigo e falo: ‘Tá ficando doido, eu sou a vovó’ e ele morre de rir. Esse papel de mamãe que ele vê nos desenhos dele, tudo quem faz é a avó”.

Dona Ruth Moreira, desabafou ao falar sobre o luto após 1 ano da morte repentina de sua filha, decorrência de um trágico acidente de avião em Minas Gerais ena época a cantora tinha apenas 26 anos.

Um ano após a morte da cantora, a investigação da Força Aérea Brasileira (FAB) ainda não foi concluída, a apuração é realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). O delegado Regional da Polícia Civil de Caratinga, Ivan Lopes Sales, responsável pela investigação, durante entrevista coletiva em Belo Horizonte, na sexta-feira (4), informou que o piloto da aeronave não seguiu o padrão de pouso do aeródromo. De acordo com os depoimentos da investigação, ele fez a aproximação pelo lado correto, porém “se afastou muito” do local recomendado.

O delegado Sales, ainda não tem uma data para o encerramento das investigações, no entanto o mesmo afirmou que os trabalhos estão adiantados e as equipes estão empenhadas na conclusão.