Carregando Notícia
Saúde

Saiba quais são os riscos alarmantes de 10 remédios que todo mundo consome

Se automedicar no Brasil é prática comum entre a maioria das pessoas.

PUBLICIDADE

Em seu mais recente livro, “Tarja Preta – Os segredos que os médicos não contam sobre os remédios que você toma”, que foi publicado pela revista Superinteressante da Editora Abril, Marcia Kedouk decidiu dedicar um capítulo inteiro sobre quais são os perigos reais da automedicação.

PUBLICIDADE

Tylenol

Efeitos indesejados: O paracetamol quando totalmente metabolizado pelo fígado se transforma em uma certa substância tóxica que é chamada de NAPQI, que normalmente é rapidamente eliminada pelo nosso corpo. O problema é que em muitos adultos as doses a partir de 4 gramas por dia ou 1 grama de uma única vez podem simplesmente sobrecarregar o fígado, causando assim algumas lesões irreversíveis e em alguns dos casos até mesmo falência do órgão. As superdosagens também podem acontecer porque outros medicamentos possuem exatamente o mesmo princípio ativo. E a mistura do Tylenol com um outro anti-inflamatório, por exemplo, pode provocar até mesmo uma overdose acidental.

Neosaldina

Efeitos indesejados: Os vários efeitos colaterais da dipirona que agem diretamente no sangue, ou melhor, na diminuição da quantidade das células do sangue, como é o caso dos glóbulos vermelhos, brancos e as plaquetas. Outro grande alerta diz respeito ao risco de um choque anafilático – uma reação alérgica grave que mesmo quem já está acostumado a usar a medicação pode sofrer. Não à toa, alguns países como a Austrália e os Estados Unidos já proibiram o uso da dipirona. Marcia Kedouk ainda alerta também que o uso indiscriminado de remédios comuns para dor de cabeça também diminui a capacidade de o corpo liberar endorfina – que é o nosso analgésico natural.

Dorflex

Efeitos indesejados: Além dos vários efeitos colaterais da dipirona, a superdosagem da orfenadrina é muito tóxica e também pode levar à morte. Boca seca, algumas alterações nos batimentos do coração, tremor, agitação, delírio e até mesmo o coma são alguns dos efeitos em doses altas.

Aspirina

Efeitos indesejados: Apenas oito comprimidos de Aspirina já são suficientes para causar um choque cardiovascular e uma insuficiência respiratória – isso porque essas doses altas aumentam muito o risco de excesso de acidez no sangue e de baixa acentuada de glicose.

Salonpas

Efeitos indesejados: Os vários efeitos colaterais de medicamentos que são aplicados na pele são mais raros, pois é muito difícil o organismo absorver totalmente o remédio. No caso da Salonpas, o risco também existe se o paciente toma algum tipo de anticoagulante, alguma medicação para diabetes, se é alérgico ao princípio ativo da Aspirina, ou ainda se tem algum sangramento gastrointestinais ou até mesmo problemas nos rins ou fígado.

Redação

34 anos e cursando jornalismo em SP, já trabalho com notícias por aproximadamente 10 anos. Aqui cubro todas as notícias sobre o transito, capitais do país, reality shows e diversos assuntos diferentes. Email: [email protected]