Carregando Notícia
CuriosidadesSaúde

Pesquisa da Unicamp revela quais são os nomes dos homens mais ruins de cama

Esse assunto ainda preocupa qualquer homem, pois sempre vão se perguntar se a outra pessoa realmente gostou ou se apenas fingiu ou se há alguma possibilidade da pessoa falar para outro o que aconteceu entre as quatros paredes

PUBLICIDADE

A performance sexual é algo que preocupa a grande maioria dos homens, por isso muitos deles se submetem a tratamentos e até fazem uso de medicamentos pesados que podem ser prejudiciais à saúde, apenas para provar sua masculinidade.

PUBLICIDADE

Dizem que em algumas regiões do Brasil os homens são melhores na cama, já em outras regiões não tem homens tão bons. Isso pode ser levado em consideração ao fato da cultura e alimentação que podem interferir muito nesse quesito. Outro fator é que regiões nas quais a relação sexual é mais debatida podem ter homens com melhores desempenhos na cama, sendo que é considerado bom ou ruim também pode variar de acordo com cada região e com a outra pessoa.

Esse assunto ainda preocupa qualquer homem, pois sempre vão se perguntar se a outra pessoa realmente gostou ou se apenas fingiu ou se há alguma possibilidade da pessoa falar para outro o que aconteceu entre as quatros paredes.

A Universidade de Campinas, no Brasil, decidiu pesquisar outro possível fator para justificar o fato de alguns homens terem bons desempenhos e outros serem ruins de cama.

Segundo a pesquisa, descobriu que o nome do indivíduo pode ser determinante, como se o nome escolhido pelos pais para a criança pudesse influenciar em sua vida sexual quando adulta. Na pesquisa, foram entrevistas centenas de mulheres e que lhes foram perguntando qual era o primeiro nome do homem com que elas tiveram as piores experiências sexuais e percebendo que alguns nomes se repetiram com mais frequência.

Confira a lista:

– Pedro
– Rafael
– João
– Ricardo
– Victor
– Lucas
– Mateus
– Francisco
– Luís
– Alberto
– Marcos
– Fábio
– Gabriel
– Eduardo
– Leandro
– Tiago
– Douglas
– Rodrigo
– André
– Leonardo

Porém, na roda de amigas sempre é dito que não importa o nome, idade ou tamanho. Até porque o que importa é que homem saiba fazer certinho, apostando nas preliminares e saber qual a melhor posição para chegar no ponto G.

Cátia Damasceno é a sexóloga, criadora do canal ‘Mulheres Bem Resolvidas’, fisioterapeuta especialista em uroginecologia também ministra cursos, levanta a bandeira da ginástica íntima, o pompoarismo, e fala sobre prazer na cama com muito bom humor, sem enrolação.

” Saber como satisfazer uma mulher na cama é muito importante, pois á se foi o tempo em que apenas as mulheres se preocupavam em como satisfazer um homem na hora do sexo. Agora, mais do que nunca, é a vez deles também descobrirem como proporcionar prazer, para deixar o sexo ainda melhor. É aquela via de mão dupla, dar e receber prazer, deixando o sexo ainda mais prazeroso para ambos os lados evitando que a relação se desgaste e caia na rotina”, disse a sexóloga em um dos seus vídeos no Youtube.