Carregando Notícia
Saúde

Paralisia Facial: Estas são as causas e os sintomas que você nunca deve ignorar

De acordo com o  Dr. José Ricardo Gurgel Testa, otorrinolaringologista do Hospital Paulista, estima-se que esse problema atinja em torno de 80 mil brasileiros por ano e, além da alteração na forma da face, podendo alterar a comunicação e autoestima das pessoas

PUBLICIDADE

A paralisia facial é a fraqueza dos músculos da face, pode ocorrer devido a lesões centrais, que envolvem o cérebro e o tronco encefálico, ou periféricas (acometimento do nervo facial). As paralisia facial periférica geralmente envolve a metade da face, já as paralisias centrais afetam apenas a metade inferior.

PUBLICIDADE

Paralisia de Bell: um diagnóstico clínico com um tratamento ...

 

O excesso de estresse, extremo cansaço, baixa imunidade e até mudanças bruscas da temperatura (choque térmico) estão entre algumas causas da paralisia facial. Paralisia de Bell é uma alteração neurológica, ela ocorre quando o nervo da face é afetado por alguma razão, fazendo com que apareça certos sintomas como boca torta, dificuldade para movimentar o rosto e/ou falta de expressão em uma parte da face.

De acordo com o  Dr. José Ricardo Gurgel Testa, otorrinolaringologista do Hospital Paulista, estima-se que esse problema atinja em torno de 80 mil brasileiros por ano e, além da alteração na forma da face, podendo alterar a comunicação e autoestima das pessoas.

“Esse tipo de paralisia é um trauma que pode ser causado por diversas causas, dentre elas a idiopática, ou seja, sem causa definida, geralmente ocasionada de forma viral, traumática, infecciosa e neoplásica.”

O nervo facial, contém duas principais extra temporais, que os quais nem sempre todos são prejudicados, que são o cérvico-facial e o temporo-facial.

O diagnóstico é feito por meio da observação médica, sem que haja necessidade de exames complementares.
O Dr. José, também diz que os sinais que chamam mais atenção além da boca torta, pois fica muito evidente quando se tenta sorrir e comer, incapacidade de fechar completamente um dos olhos, levantar uma das sobrancelhas ou o ato de franzir a testa, dor ou formigamento na cabeça ou na mandíbula e aumento da sensibilidade do som em um dos ouvidos, além alterações do paladar.

Tratamento

A paralisia de Bell, pode ser restabelecida sozinha em torno de seis meses. No entanto, qualquer tipo de paralisia facial exige cuidados médicos e quanto mais rápido procurarmos ajuda, melhores serão as condições de tratamento e o tempo.

O tratamento da paralisia facial geralmente é feita através reabilitação com fisioterapia e fonoaudiologia para impedir que os músculos se contraiam de forma permanente.

Os cuidados oftalmológicos também merecem atenção especial durante as paralisias faciais, pois os músculos das pálpebras podem ser afetados e tendem a dificultar o ato de piscar e lubrificar os olhos. Por isso, colírios específicos costumam ser receitados pelo médico, na hora de dormir por conta que um dos olhos pode ficar abertos.