Carregando Notícia
CuriosidadesNotíciasSaúde

O formato de seu umbigo pode revelar quais tipos de doenças você provavelmente vai ter

O organismo lhe dar muitos sinais de que você está com alguma doença

PUBLICIDADE

O organismo lhe dar muitos sinais de que você está com alguma doença. Porém, além disso, partes do seu próprio corpo podem identificar problemas em sua saúde. Talvez você não sabia, mas o formato do seu umbigo revela coisas que, até então, eram desconhecidas.

PUBLICIDADE

Abaixo, vamos mostrar diversos formatos de umbigo e pedir para você comparar com o seu. Caso se identifique, o recomendado é que procure um médico para realizar exames. Não deixe para depois cuidar da saúde. Confira a seguir:

Formato de botão

Esse formato indica que você pode ter hérnia com uma certa facilidade. Segundo dados do DataSus, a SUS realizou cerca de 1 milhão e 460 mil cirurgias para reparos de hérnias da parede abdominal, entre o período de janeiro de 2015 a setembro de 2021. Para o risco não ficar maior, tente não pegar tantos pesos. Se você é frequentador de academias de musculação, o cuidado precisa ser redobrado.

Umbigo pequeno

Esse tipo de um umbigo, menor que o tradicional, indica que seu organismo está sujeito a ter doenças virais, como gripes e resfriados. Nada tão grave, mas requer cuidados.

Formato de um poço

Esse tipo de formato significa que a pessoa costumar pegar muito peso, podendo apresentar possíveis problemas no estômago e no sistema digestivo. Por conta disso, tenha mais cuidado e se preocupe na qualidade de sua alimentação.

Parecido com uma amêndoa

Umbigos com o formato de uma amêndoa pode significar que você está propenso à ter problemas nos músculos e nas articulações. Dor nos músculos, ossos e articulações pode ser sinais de algum tipo de reumatismo.

Formato em U

O umbigo em formato U é o mais comum que existe. Muitos podem até achar bonito e sexy, por isso muitas mulheres usando roupas que deixam à mostra a região da barriga, com o intuito de exibi-lo. Porém, é importante ficar atento para os problemas renais que podem aparecer. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, a doença renal crônica no mundo está presente em 7,2% para indivíduos acima de 30 anos e 28% a 46% pessoas acima de 64 anos. No nosso país, a estimativa é de que mais de 10 milhões de pessoas trate a doença. Se exercite de forma regular e mantenha uma alimentação equilibrada. Se possível, faça dietas.