Carregando Notícia
CuriosidadesSaúde

Leucoplasia: o que é, sintomas, causas e tratamento

A leucoplasia pode surgir por várias causas e são encontradas em 1 a 5% da população mundial.

O que é?

PUBLICIDADE

Leucoplasia é o nome dado a quando surgem placas ou pequenas bolas brancas na língua, ou até mesmo, no interior das bochechas e nas gengivas. Isso ocorre devido ao espessamento da camada superficial de queratina da língua e ao contrário do que parece, não costuma provocar dor, queimação, nem mesmo coceira. Antes de darmos continuidade é bom ressaltar que NÃO é possível remover as placas em casa, somente com o dentista.

PUBLICIDADE

Principais sintomas

  • Placas brancas na língua, bochechas ou gengivas;
  • Manchas na boca que não são removidas com escovação;
  • Placas com textura irregular ou lisa;
  • Áreas grossas ou duras na boca, principalmente no local das placas/ manchas;
  • Manchas que raramente provocam dor ou desconforto.

E um sintoma específico da leucoplasia pilosa, é as placas parecerem ter pequenos pelos ou dobras, desenvolvendo-se principalmente nas laterais da língua.

O que pode causar a leucoplasia

A causa da doença ainda não é 100% conhecida mas a irritação no revestimento bucal, provocada principalmente pelo uso de cigarro, parece ser a principal causa.

Outros fatores que também podem causar são:

  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Uso de tabaco de mastigar;
  • Dentes quebrados que ficam roçando na bochecha;
  • Utilização de dentaduras de tamanho errado ou mal adaptadas.

Embora seja mais rara, também há a leucoplasia pilosa, causada pelo vírus Epstein-Barr. A presença deste vírus no corpo é relativamente comum, porém, ele é mantido enfraquecido pelo sistema imune, não causando sintomas. Mas, quando o sistema imune está mais fraco pela ocorrência de alguma doença, como a AIDS ou o câncer, pode desenvolver-se esse tipo da doença.

Como é feito o tratamento

O tratamento para leucoplasia oral deve ser indicado pelo dentista de acordo com as especificidades das placas e manchas e causas. Por isso, nos casos em que a leucoplasia está ligada ao vírus, deve ser indicado o uso de antivirais e o tratamento deve ser concluído de acordo com a recomendação médica para evitar recorrência.

No caso em que haja suspeita de câncer de boca, o dentista poderá indicar a realização de uma cirurgia, quimioterapia ou terapia alvo de acordo com o nível de desenvolvimento do tumor e do quadro médico, já que, cada caso é único e isso deve ser levado em conta sempre.

Não esqueça de manter suas visitas ao dentista na rotina, pelo menos de forma trimestral. E caso, surja qualquer problema, procure por uma consulta de emergência.