Início » Policia revela como o assassino encontrou e matou influenciadora em casa de show no Recife

Policia revela como o assassino encontrou e matou influenciadora em casa de show no Recife

PUBLICIDADE

Um caso bastante misterioso até então tem chocado as pessoas do Recife e de todo o Brasil. Uma famosa influenciadora da região foi morta a tiros em uma casa de shows em recife.
Todo o crime foi registado por câmeras de segurança no local. Nas filmagens é possível ver o exato momento em que um homem esta sentado na mesa de um lugar que vende espetinhos, e quando ele avista a garota, se levanta, vai até ela e efetua diversos disparos de arma de fogo.

Pessoas que estavam proximas a ela correram assustadas enquanto bruna estava no chão. Ela foi atingida com três tiros na altura do pescoço e morreu na hora. O homem deixou o local a pé.
Uma conhecida que também estava no local deu detalhes sobre a como tudo aconteceu, “Quem estava perto dela, que não foi só eu, eram aproximadamente cinco pessoas, saíram correndo. Ninguém ficou. Foi coisa bem rápida mesmo. Foi pra matar mesmo”, disse ela em entrevista.

Investigação

“A vítima foi encontrada em via pública com três lesões causadas por projétil de arma de fogo na região do pescoço. Como a gente não encontrou estojos, acreditamos que foi revólver”, informou o perito Diego Mendonça, do Instituto de Criminalística da Policia Civil.

Em nota, a Policia de Pernambuco que investiga o caso, afirmou que não pode dar maiores detalhes sobre o caso. “Investigações estão em curso. Não podemos informar detalhes para não comprometer as diligências”, informou em nota.

O delegado José Luzia revelou em entrevista que uma publicação na rede social Instagram, pode ter levado o assassino até o local onde a influenciadora estava.
“O algoz tinha conhecimento de que ela estava neste lugar em virtude dela ter postado um storie em uma rede social dela cerca de 2h antes do homicídio. Com certeza havia uma situação anterior que fez com que ele tirasse a vida da vítima pois trata-se exatamente de uma execução”, informou o delegado.