O comunicado da VALE

Na última semana a empresa Vale comunicou a todos os moradores da cidade Barão de Cocais, na região central de Minas, o surgimento de uma movimentação de 7 cm por dia em um Talude que fica dentro da cava da mina de Congo Soco, o que poderia ocasionar em um nova tragedia envolvendo barragens da empresa.

A movimentação do Talude da mina de Congo Soco, não é o maior problema para os moradores da região. Segundo os especialistas, o grande problema da ruptura do talude é os possíveis abalos na Barragem Sul superior que acumula cerca de 6 milhões de metros cúbicos de rejeitos de mineração e fica aproximadamente a 2 km do local.

A possibilidade de rompimento da Barragem Sul Superior

Segundo o secretário do meio ambiente, Germano Vieira, o rompimento da mina de Congo Soco é inevitável, e acontecerá entre os dias 19 e 25 desse mês, e existe um probabilidade entre 10 e 15% da barragem Sul Superior ser atingida.

Barao de cocais
Localização do Talude / Foto: Vale/Divulgação.

“O rompimento do talude vai acontecer. Há uma questão imponderável se esse rompimento do talude na cava, se ele vai afetar a barragem. Isso não é possível precisar. Adianto para vocês que o consultor desta auditoria independente, que é uma empresa estrangeira, registrou que esta chance é de uma em dez ou uma em oito. O que levaria de 10% a 15% de probabilidade”, afirmou o secretário.

O desespero dos moradores de Barão de Cocais

 barragem barao de cocais
Defesa Civil barão de Cocais

A defesa Civil já fez dois simulados de emergência com moradores da cidade. Segundo especialistas, os moradores de Barão de Cocais terão cerca de uma hora até que a lama chegue na cidade, caso a barragem com rejeitos sofra o rompimento.

Veja Também:  Free Fire: Confira as mudanças da nova atualização do game

O clima na cidade é de total tristeza. Moradores relatam não conseguirem dormir desde fevereiro até agora. Depois da notícia de rompimento eminente, alguns moradores já relatam o desespero de deixar tudo para trás e a dificuldade futura de tentar reaver os seus bens que podem ser perdidos no desastre.

Alguns moradores que necessitam de cuidados especiais sofrem com a dificuldade de chegar até os pontos de emergência marcados pela Defesa Civil. A recomendação é que os responsáveis por essas pessoas levem elas para um local seguro ou locais próximos aos pontos marcados.

Robson Pacheco
Robson Pacheco, 28 anos, morador da grande São Paulo, Robson é jornalista e editor-chefe do Minuto de Notícia. Pós- graduado em Telejornalismo e Docência do Ensino Superior, Robson atualmente está à frente da redação do nosso portal e segue se destacando em trazer informações de relevância quando o assunto é futebol ao vivo e também loterias. Apaixonado por futebol, Robson gosta de passar o seu tempo em frente a tv assistindo alguns jogos, e de fazer algumas analises técnicas para grandes jogos de loterias.