Carregando Notícia
Notícias

Mãe e filho se apaixonam e lutam na Justiça para viver amor considerado proibido

Amor aconteceu entre mãe e filho e eles travam batalha na justiça pelo romance.

PUBLICIDADE

O amor pode ser um dos maiores sentimentos que existem. Amar ao próximo é uma das grandes nobrezas do ser humano, só assim pode haver empatia e muitos males podem e devem ser cortados pela raiz por conta desse sentimento tão lindo. O amor pode existir de muitas formas entre pessoas de gêneros iguais ou diferentes, e o amor a dois está entre os mais vividos pelas pessoas.

PUBLICIDADE

Porém, esse tipo de amor pode acontecer entre pessoas inesperadas e que chocam a muitos, como o caso que será apresentado nesse artigo. Um casal americano está vivendo um romance considerado proibido e luta com todas as forças para ficarem próximos, mesmo que isso possa render a eles nada menos do que 18 meses de prisão. Isso porque Monica Mares, quem tem 36 anos, e Caleb Peterson, de 18 anos, são mãe e filho, e o incesto é considerado crime em todos os 50 estados dos Estados Unidos.

Mãe de nove filhos, a mulher teve Caleb quando tinha apenas 16 anos e deu a criança para adoção pouco tempo depois. Eles se reencontraram no final de 2015 após conseguirem contato através do Facebook. Os dois rapidamente se apaixonaram e o relacionamento se tornou sexual algumas semanas depois.

“Nós demos as mãos e acabamos nos beijando. E o beijo levou a outras coisas”, declarou a mulher ao Daily Mail, tabloide britânico que divulgou a história. Os dois viveram como um casal na casa de Monica com os dois filhos mais novos de Monica durante alguns meses. Porém, após denúncia anônimas, a polícia chegou ao casal que foi detido e pagou fiança de US$ 5 mil. Eles serão julgados ainda nesse mês.

Apesar de a Justiça se recusar a aceitar esse casal, eles afirmam que sofrem da chamada atração sexual genética, e que por conta dessa rara condição, deveriam ser legalmente aceitos. Alguns familiares aceitam essa relação, como é o caso do ex-marido de Monica, Dayton Chavez, que é pai de dois dos nove filhos que a mulher tem. “Eu os apoio. Gostaria que o governo parasse de se meter na vida deles e deixasse eles viverem suas vidas normalmente”, falou.

Esse caso tem gerado uma grande repercussão nas redes sociais, os internautas não acham certo esse tipo de relação entre mãe e filho. O casal se mostra não estar preocupados com isso, uma vez que estão com a coragem de viver esse amor, custe o que custar.