Início » Laudo revela causas da morte da cantora Paulinha Abelha

Laudo revela causas da morte da cantora Paulinha Abelha

PUBLICIDADE

Foi realizado o laudo pelo qual foi feito depois da mprte da cantora vocalista da banda Calcinha Preta, Paulinha Abelba. O laudo foi divulgado pela emissora Record TV, durante o programa ”Domingo Espetacular”, a emissora revelou que foram apresentadas quatro doenças responsáveis pelo falecimento de Paulinha Abelha:  meningoencefalite, hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite.

Também foram encontrados alguns medicamentos em seu corpo, sendo um deles, um tarja preta usado para o tratamento de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), porém apresenta efeitos colaterais como: redução de apetite, perda de peso, náuseas e vômito. Outro documento, chamado de Painel Toxicológico, encontrou 26 outras substâncias no corpo da artista, como anfetaminas e barbitúricos.

O remédio foi receitado por uma nutróloga que fazia o acompanhamento da cantora. Além desse remédio, a nutróloga também receitou um antidepressivo, um redutor de apetite, calmantes naturais, estimulantes, cápsulas para memória e uma fórmula que promete reduzir medidas, manipulada com a erva asiática garcinia cambogia.

O remédio é ”Potencialmente hepatotóxico”, sendo assim, possui em sua composição substâncias químicas que causam dano ao fígado, levando até mesmo à hepatite fulminante.

Já os barbitúricos, também encontrados no corpo da cantora, são geralmente aplicados como sedativos, inclusive em ambiente hospitalar, para evitar convulsões. O momento em que eles foram ministrados e sua influência no corpo de Paulinha também são investigados.

O marido da cantora, Clevinho, além de colegas da artista, relataram que ela estava sofrendo com os enjoos durante seus dias em São Paulo, onde o Calcinha Preta cumpria agenda. Apesar do forte mal-estar, ela optou por visitar o hospital apenas ao chegar em Aracaju, capital de Sergipe, onde morava com o marido e o pai.

A meningoencefalite é uma inflamação do cérebro e dos tecidos vizinhos e é geralmente causada por uma infecção.