Carregando Notícia
NotíciasTv e Famosos

Hackers cobram resgate milionário para libertar arquivos da RecordTV; o valor é surpreendente

Os hackers que invadiram e "sequestraram" os dados de conteúdo da RecordTV no último sábado (08) estão pedindo 5 milhões de dólores (cerca de R$ 25 milhões) para devolver a "chave" do sistema para a emissora

PUBLICIDADE

Os hackers que invadiram e “sequestraram” os dados de conteúdo da RecordTV no último sábado (08) estão pedindo 5 milhões de dólores (cerca de R$ 25 milhões) para devolver a “chave” do sistema para a emissora. E ainda fazem uma ameaça: caso não recebem o pagamento, vão divulgar todo o conteúdo em um blog.

PUBLICIDADE

O valor de 5 milhões de dólares seria uma espécie de desconto que os criminosos estariam oferecendo à emissora sobre o preço de início, que era de US$ 7 milhões (R$ 35 milhões). A informação foi divulfado pelo especialista em “cibersegurança” Germán Fernández, e foram faladas na noite desta segunda (10) no Twitter pelo jornalista Felipe Payão, editor e diretor do documentário “Realidade Violada”, produzido pelo site TecMundo.

Fernández teria recebido imagens da “chantagem” feita pelo grupo de hackers que assumiu o controle dos arquivos da emissora. Payão, que também é editor de cibersegurança do TecMundo, faz uma estimativa que há 90% de chance das informações de Fernández (uma espécie de “hacker do bem”) estarem certas.

Os arquivos roubados contêm gravações de programas e quadros antigos, ou que seriam exibidos mais na frente, bem como informações financeiras secretas da emissora, além de dados dos funcionários e da intranet da Record (incluindo, possivelmente, e-mails).

Desde o último sábado, a Record não consegue ter acesso a esse arquivo. Isso obrigou programas da casa a agirem rapidamente para “cobrir buracos” causados na programação pelo “sequestro”. Estão sendo utilizados arquivos físicos, como “cards”, discos e até fitas para driblar a séria situação.

Caso o valor pelo “resgate” não seja obedecido, tudo que foi capturado será publicado no blog dos criminosos, é o que promete o grupo. Os “hackers” ainda ofereceram um tipo de “consultoria” à emissora, como, por exemplo, explicar como aconteceu a invasão e mostrar formas para se proteger.

“Tivemos todo tempo para estudar toda a sua infraestrutura e vocês não serão capazes de parar o ataque”, ameaçaram em suposto recado para a RecordTV. Desde o ocorrido, no sábado, a Record vive um verdadeiro clima de tensão. O receio da emissora é não apenas perder o acesso a seus arquivos para sempre, mas que os “hackers” tenham invadido também a intranet e todo o conteúdo de mensagens e e-mails trocados ao longo do tempo.