Carregando Notícia
Notícias

Cantor gospel e Bispo famosos são presos acusados de vender milagres

PUBLICIDADE

Um cantor gospel e um bispo são presos por aplicação de golpes em fieis. O grupo é acusado de aplicar golpes milionários em pessoas de classe alta, com as mais diversas promessas de milagres. Eles faziam uma lavagem cerebral nas pessoas para que elas acreditassem que poderiam obter seu milagre e acabavam doando muito dinheiro para a dupla.

PUBLICIDADE

A polícia prendeu o cantor Tino e o bispo Alex Kwiek em uma operação que desarticulou uma quadrilha formada por membros de uma única família, em São Paulo.

De acordo com testemunhas a família dos acusados costumavam divulgar suas propostas de cura em postes e folhetos nos lugares nobres da capital. Uma das pessoas que caiu no golpe da quadrilha prestou informações no Hospital Sirio-Libanês, veja:

“Essa família me fez uma lavagem cerebral, dizendo que eu precisava fortalecer o meu lado espiritual, que não queriam dinheiro. Que eu precisava, através de um fornecedor deles, comprar velas para abrir os meus caminhos”, contou. O prejuízo dessa vítima foi de R$25 mil reais. “Fui acompanhada por eles a diversas agências de bancos para fazer retirada de grandes quantidades de dinheiro”.

Triste ver como pessoas que se dizem cristãs usam o nome de Deus para golpes como este, o falso ritual de purificação rendeu a família um patrimônio milionário, resultado de cerca de duas décadas de mentiras e manipulações em cima de vítimas com alto poder aquisitivo.

De acordo com a Polícia, o grupo é a maior quadrilha de golpistas do estado de São Paulo.

“Eles são especializados em estelionato, na arte de enganar, foi passando esse know how do crime para seus filhos”, afirma o delegado Luiz Romano.

Segundo investigações apenas uma das vítimas do golpe teve um prejuízo de mais de R$ 50 milhões e era a matriarca da família que comandava o esquema criminoso.

As investigações está sendo realizada e oito pessoas ainda estão foragidas, a mãe Maria Helena, filhos e netos. Ao total a Polícia expediu 11 mandatos de prisão temporária.

Assista o vídeo na íntegra:

Maicon Douglas

Sou carioca de 29 anos, trabalho com jornalismo a mais de 7 anos. Formado em Marketing, cubro todas as noticias sobre Crimes, politica, reality shows, esportes e tudo que for relevante para o leitor. Email: [email protected]