Carregando Notícia
Curiosidades

Um mês antes de um infarto, seu corpo vai avisar você com esses 6 sinais

Corpo emite alguns sinais ao corpo humano antes de um ataque cardíaco.

PUBLICIDADE

O Brasil tem em média 30% das mortes provocadas por doenças do coração, sendo a maior parte devido ao infarto. O mal também é conhecido como infarto agudo do miocárdio ou ataque cardíaco. Esse problema pode tirar a vida de alguém repentinamente, porém, o corpo pode mostrar alguns sinais. Um mês antes de um ataque cardíaco, o corpo humano pode emitir seis sinais de que alguma coisa está acontecendo. Sendo assim, é preciso procurar atendimento médico imediatamente.

PUBLICIDADE

O infarto é quando uma artéria, que leva oxigênio para o coração, sofre algum tipo de obstrução por um coágulo sanguíneo. Isso é formado em cima de uma placa de gordura que existe na parte interna da artéria. Algumas pessoas tem maior propensão para um infarto do que outras. Há alguns fatores que aumentam o risco de um ataque cardíaco: tabagismo, colesterol alto, diabetes, obesidade, alcoolismo, histórico familiar, hipertensão, sedentarismo e estresse.

Apesar de poder surgir do nada, é possível notar alguns sinais, mesmo que sutis, que um infarto possa acontecer. “Os sintomas precoces aparecem em cerca de 50% dos casos, mas costumam ser ignorados”, disse o médico cardiologista Rogério Marra, que atua no Hospital Samaritano de São Paulo. Abaixo, veja alguns sinais que, quando combinados, podem ser indicativos precoces de infarto.

O primeiro sinal é uma dor na região torácica, podendo ser externo como dor na região do tórax e do peito. Isso pode acontecer de formas diferentes, pelos ombros, braços, costas, pescoço e até mandíbulas. Essa dor aparece subitamente, realizando atividades normais ou dormindo. A sensação de aperto no peito pode afetar os pulmões e traduz como dificuldade de respirar, o que representa aí o segundo sinal de um possível ataque do coração.

O terceiro sintoma vem em forma de náusea, indigestão, dor abdominal ou azia, sendo assim, muitas vezes esse problema pode ser confundido como um desconforto do sistema digestivo. O quarto sinal é uma tontura, que ocorre até semanas antes do infarto. Sendo assim, é muito importante que seja evitada direção nesse caso, pois uma arritmia cardíaca e desmaio coloca em risco a sua e a vida de outras pessoas.

Junto com essa tontura, o paciente também pode apresentar sudorese, mais especificamente suor fio, decorrente de dores no peito. Apesar de este ser um sintoma bem simples, eles representam algo que pode se tornar progressivo. Quando mais cedo você chegar a um hospital, mas fácil é para diminuir os danos. Por fim, a fraqueza vem como o sexto sinal. Muitas vezes ela é despercebida, porém é preciso redobrar a atenção. 20% de todas as avaliações em um pronto socorro estão relacionadas a um problema cardíaco, sendo assim, o médico pode ficar sem entender que esse sintoma seja do coração.