Carregando Notícia
CuriosidadesSaúde

Sangramento na gravidez: é grave? Saiba as causas e o que você deve fazer

Um dos maiores medos das grávidas é o sangramento, que acaba gerando pânico e desespero, por isso, decidimos compartilhar com vocês a seguir algumas informações para ficar por dentro de tudo e tirar suas dúvidas

PUBLICIDADE

A gestação, para muitas mulheres e casais, é um verdadeiro sonho. A cada novo período desde a concepção, são  emoções novas e expectativas pelo nascimento do tão esperado filho, mas certas gestações, infelizmente, não conseguem alcançar o final e isso é preocupante para a maioria das pessoas que estão nessa fase da vida.

PUBLICIDADE

Um dos maiores medos das grávidas é o sangramento, que acaba gerando pânico e desespero, por isso, decidimos compartilhar com vocês a seguir algumas informações para ficar por dentro de tudo e tirar suas dúvidas.

Segundo informação divulgada pelo ginecologista e obstetra Dr. Alberto d’Auria, do Hospital e Maternidade Santa Joana na grande São Paulo “os sangramentos genitais durante a gravidez são muito frequentes e, nem sempre, indicam um problema grave, com comprometimento do bebê”.

O profissional também lembra que o episódio não pode ser deixado de lado e ao qualquer sinal de sangramento, um hospital deve ser procurado: “Vale realizar um exame ginecológico ou ultrassom para investigar a origem do sangramento e avaliar os batimentos cardíacos do bebê”.

Mais um motivo para a aparição de sangue nessa fase da gestação é a placenta baixa ou prévia. Portanto, a futura mãe precisa ser acompanhada mais de perto para que não aconteça possíveis complicações na gravidez ou no momento do parto.

Terceiro trimestre

O sangramento recorrente causa uma preocupação um pouco maior na fase final da gravidez, pois despertam suspeita de descolamento de placenta e dependendo do caso, poderá ser preciso que a mulher apele para uma cesárea de emergência.

Quando estava grávida, no início do ano, a atriz e modelo Viviane Araujo revelou um momento de susto que viveu no começo da gestação e que teve impacto no relacionamento com Guilherme Militão, com quem está casada desde setembro de 2021. Em entrevista ao podcast da Grão de Gente, ela disse que precisou recusar alguns papéis por conta da criança. Além disso, ela falou como procedeu a vida sexual com o esposo depois de um problema de saúde.

Meu marido ficou com medo, até por conta do sangramento que eu tive. Depois que tava tudo bem, ele realmente ficava com bastante medo. E algumas posições também, realmente incomodam, não é legal, porque o útero fica mais sensível”, contou a atriz.