Carregando Notícia
Curiosidades

Salsa: conheça as maravilhosas propriedades medicinais, os benefícios e as contraindicações do seu uso

A salsinha tem vários benefícios para o nosso organismo.

PUBLICIDADE

Muito saborosa e com um aroma marcante, a salsa se tornou uma das ervas que é mais apreciadas na culinária. O que muitas pessoas ainda não sabem é que a salsinha tem vários benefícios para o nosso organismo. Graças ao maravilhoso aroma, mastigar as folhinhas dessa simples planta durante o dia é uma ótima aliada para ajudar a combater o mal hálito.

PUBLICIDADE

Se você realmente estiver passando perrengue com algumas dores que são provocadas por alguma torção ou pancada, a salsa também tem uma propriedade que é anestésica e ajuda a melhorar esse tipo de incômodo de maneira muito rápida e eficiente. Sabemos também que a mulheres que estão passando pela menopausa costumam sofrer bastante com alguns sintomas que são desconfortáveis e a salsa pode ajudar também a aliviar esse difícil processo.

Uma outra grande propriedade muito interessante da erva é que ela é afrodisíaca. Além disso, atua também eliminando as diversas toxinas e auxiliando no processo de perda de peso. Essa plantinha também é muito rica em vários nutrientes, como é o caso da lisina, Vitamina C, vitamina A, vitamina E, flavonoides, cálcio, ferro e fósforo.

Contudo, saiba que a erva também tem alguns efeitos que são colaterais que precisam ser observados. A ingestão da planta em grande quantidade pode ter muitos efeitos como sangramento e também pode potencializar os efeitos da varfarina, que é um medicamento de uso anticoagulante. As gestantes também devem evitar o consumo da planta, pois, ela pode ocasionar uma contração uterina e sangramento.

As pessoas que possuem muita sensibilidade a essa erva podem também apresentar um quadro alérgico e até mesmo alguns problemas no estômago. Se esse realmente for o seu caso, é melhor que evite a ingestão. A planta também é excelente no preparo de muitos alimentos, mas, deve sempre ser usada com muita cautela para evitar alguns transtornos. Saiba também que o excesso da planta pode provocar insuficiência renal, intoxicação, sangramento nasal e até mesmo perda de peso excessiva.

Quando não consumir a salsinha

A ingestão de salsinha é muito seguro na maioria dos casos entre adultos. Contudo, como já falamos, pode haver alguns episódios que são raros de reações alérgicas na pele. No entanto, deve-se também evitar o consumo excessivo, que também pode causar anemia e alguns problemas no fígado e rins. Grávidas e lactantes também não devem consumir essa planta.

Redação

34 anos e cursando jornalismo em SP, já trabalho com notícias por aproximadamente 10 anos. Aqui cubro todas as notícias sobre o transito, capitais do país, reality shows e diversos assuntos diferentes. Email: [email protected]