Carregando Notícia
CuriosidadesMundoNotícias

Saiba porque você NUNCA deve jogar água em uma panela pegando fogo

Muita gente sabe que a água e o óleo não se misturam, porém, nem todos sabem que jamais, em hipótese alguma, devemos tentar apagar o fogo de óleo jogando água em cima das chamas

PUBLICIDADE

Muita gente sabe que a água e o óleo não se misturam, não é verdade? Porém, nem todos sabem que jamais, em hipótese alguma, devemos tentar apagar o fogo de óleo jogando água em cima das chamas. E se você nunca tinha ouvido falar que é extremamente perigoso fazer esse procedimento, a imagem que mostraremos logo mais pode dar a você uma leve ideia do que pode acontecer quando isso é feito. Confira:

PUBLICIDADE

Bem assustador, você não achou? Mas você sabe o motivo com que se forma uma gigantesca bola de fogo quando colocamos água sobre o óleo em chamas? De acordo com o Dr. Peter Wothers, da The Royal Institution de Londres, o resultado é agressivo por conta que o óleo e a água não se misturam, e ele aproveitou para fazer uma pequena experiência demonstrando a reação.

Segundo o doutor, as moléculas de óleo são consideradas grandes e, basicamente, tem em sua composição vários átomos de hidrogênio e carbono e pouquíssimos de oxigênio — e, de vez em quando, também por outros elementos químicos. Já a água é composta por moléculas que contém apenas três átomos e, por mais surreal que pareça, ela é mais densa do que o óleo. Aliás, é por essa razão que, quando tentamos misturar os dois líquidos, a água sempre fica na parte de baixo do recipiente.

Na experiência mostrada do vídeo, que você vai ver a seguir e que não deve ser repetida em casa, Wothers aquece em torno de 150 ml de óleo até o produto começar a pegar fogo e, em seguida, adiciona 1 ml de água. Assista:

Conforme já foi explicado, quando colocamos um pouco de água sobre óleo muito quente, a água vai para baixo do recipiente devido a diferença de densidade dos dois líquidos.

Por outro lado, por conta do calor intenso, a água passa do estado líquido para o gasoso quase de forma instantânea, e, quando isso ocorre, ela se expande e seu volume pode chegar aproximadamente a 2 mil vezes maior do que estava antes. Isso acaba forçando a chama que estava na superfície a subir, além de ocasionar uma “oxigenação” do óleo, resultando na enorme explosão de fogo que você pôde conferir na filmagem.