Carregando Notícia
CuriosidadesSaúde

Problemas de saúde que você descobre olhando a barriguinha do bebê

A preocupação com a saúde do bebê é algo constante na cabeça das mamães, principalmente nas de primeira viagem.

PUBLICIDADE

Sabemos que a preocupação com a saúde do bebê é algo que está constante na cabeça das mamães, principalmente aquelas de primeira viagem. Isso acaba sendo muito mais comum, afinal de contas, tudo que acontece é uma grande novidade. Dúvidas, medos e muita ansiedade fazem parte dessa nova e incrível jornada chamada maternidade.

PUBLICIDADE

É sempre muito importante tirar toda as dúvidas com uma profissional. Amamentação, alimentação, crescimentos, todas essas perguntas que sempre surgem devem ser sempre abordadas ao pediatra, médico especialista em tratar os nossos pequenos. O que muitas mamães ainda não sabem é que a barriga da criança pode realmente revelar muito sobre como está a sua saúde do bebê.

Portanto, o ideal mesmo é sempre ficar muito atento aos simples sinais que o corpinho do pequeno dá. Veja algumas das doenças que podem ser rapidamente identificadas, observando penas a barriguinha do pequeno e, sempre que tiver alguma dúvida, busque sempre a ajuda de um profissional.

Gases

Esse é um grande desconforto que acomete principalmente os que são mais pequeninos. Quando o bebê está com muitos gases o abdômen fica bem distendido, ou seja, ela fica bem maior do que o normal. Apesar de não ser algo que seja muito preocupante, os gases provocam muita dor e desconforto.

Hérnia umbilical

Muitos bebês também sofrem muito com esse problema, sendo também possível identificar olhando a barriga da criança. A hérnia costuma acontecer quando parte do intestino acaba passando pela parede do abdômen do bebê, deixando o umbigo muito mais estufado. Ela não provoca nenhuma dor, porém, se a criança ainda tiver hérnia aos 4 anos é muito provável que seja necessária realizar uma intervenção cirúrgica.

Estenose hipertrófica de piloro

Essa doença também é considerada muito rara e afeta aproximadamente cerca de 3 a cada mil bebês. É um problema realmente muito grave, pois pode provocar a grande obstrução do canal que liga o estômago ao intestino. Bebes com essa doença têm muitas contrações estomacais que sempre provocam vômito. O tratamento dessa enfermidade envolve a realização de um procedimento cirúrgico.

Vale lembrar também que, é necessário sempre consultar um especialista, não automedique seu bebê e nunca utilize métodos ditos inovadores em seu bebê. Procure um médico de sua confiança e junto com ele busque sempre uma melhor saúde para o seu bebê.

Redação

34 anos e cursando jornalismo em SP, já trabalho com notícias por aproximadamente 10 anos. Aqui cubro todas as notícias sobre o transito, capitais do país, reality shows e diversos assuntos diferentes. Email: [email protected]