Carregando Notícia
Curiosidades

Moleira do bebê: saiba com o que você precisa se preocupar

Neste artigo você vai descobrir tudo que você precisa saber sobre os cuidados com a moleira do bebê.

PUBLICIDADE

Para aqueles que ainda não entenderam, a conhecida moleira, ou fontanela, é simplesmente uma parte da muito importante da cabeça do bebê que ainda não possui o crânio totalmente completo. Mas por motivo que isso seria realmente necessário?

PUBLICIDADE

A “moleira” tem a função de realizar duas funções principais: Fazer com que a cabeça do bebê seja mais “flexível”, facilitando a passagem pelo canal vaginal; e para permitir que o cérebro consiga se desenvolver e crescer de forma adequada nos primeiros anos de vida da criança.

Medo

Existem muitos papais e mamães que acabam tendo muito medo dessa região, chegando ao ponto de abrir mão de alguns cuidados importantes, como é o caso do banho. Lavar a cabeça da criança é uma atitude muito recomendada pelos médicos e especialistas. Sendo muito importante fazer a higienização da cabeça da criança, contudo deve haver muito cuidado.

Ter medo de lavar e cuidar da cabeça da criança não é uma coisa recomendada, contudo, é muito importante mesmo ter cuidado. Muitas pessoas ficam com medo e acham que a cabeça do bebe fica muito mais vulnerável nesse período, e essa é realmente a mais pura verdade.

Nesse período se houver qualquer batida, por mais fraca que ela seja, pode ser que seja muito prejudicial. Exatamente por esse motivo se faz mais do que necessário ter todo cuidado possível, mas não precisa ter medo de cuidar da cabeça da criança.

Consultas médicas

Além das dicas que demos acima, é sempre muito recomendado também manter em dia as consultas médicas. Logo nos primeiros meses de vida, é extremamente fundamental que a criança seja sempre acompanhada de perto por um pediatra de confiança. O pediatra é responsável por fazer o monitoramento do desenvolvimento da região, com medições e observação.

Em geral, é importante saber que o crânio da criança vai começar a “endurecer” lá por volta do segundo semestre de vida. Caso aconteça desse prazo se alterar um pouco, para menos ou mais, não a motivos para se desesperar. Mantenha sempre as consultas médicas em dia, para que seja garantido que tudo esteja ocorrendo bem.

 

O ideal mesmo é que essa região importante não se desenvolva cedo demais, nem se desenvolva tarde demais. Com todas as consultas médicas em dia, sempre tendo muito cuidado e atenção, tudo vai dá certo nessa ase da criança.