Carregando Notícia
Curiosidades

Mãe vê o filho em viatura e se desespera, mas o motivo era emocionante

Imagine só o susto que você levaria ao ver seu filho no banco de trás de uma viatura policial.

PUBLICIDADE

Imagine só o grande susto que seria se você vise seu filho bem no banco de trás de uma viatura policial. Sabemos que cada vez mais os índices de criminalidade entre os jovens do Brasil vêm aumentando muito e a influência de más companhias pode também levar seu filho ou filha por um mau caminho. Joseane Amâncio Barbosa, de 34 anos, passou por esse grande medo quando viu Matheus, de 13 anos, que é estudante, no carro da Polícia Militar em Guarujá, São Paulo.

PUBLICIDADE

Mas o que realmente ocorreu, na verdade, não se tratava de nenhuma atitude negativa de nenhuma da parte do garoto, mas sim de uma grande ação encantadora dos Policiais Militares, que resolveram dar uma simples carona ao jovem quando eles perceberam que ele foi totalmente ignorado por um motorista de ônibus quando estava indo ao seu treino de futsal, no bairro Cachoeira.

Os policiais relataram também que tinham acabado de atender a uma ocorrência comum naquela região e que estavam trafegando logo depois o ônibus, quando então perceberam que o menino pediu parada no ponto, mas o motorista do coletivo decidiu ignorar o garoto e seguiu viagem. Ao perguntarem ao menino o que realmente havia ocorrido, o mesmo contou que ele estava indo para a escolinha de futsal em que possui uma bolsa.

O menino também contou aos policiais que ele voltaria para casa, pois não teria mais tempo hábil de esperar o próximo ônibus que viria muito tempo depois. Muito sensibilizados com todo o ocorrido, os Policiais Militares resolveram que iriam ajudar para que o menino não deixasse de treinar naquele dia. No caminho, também compartilharam uma foto nas redes sociais, que viralizou rapidamente e chegou à mãe do garoto.

Joseane disse que ela levou um baita susto, mas tudo ficou muito bem claro quando leu a legenda da foto. O menino, que apenas sonha em ser jogador de futebol desde que é pequeno, também já cogita a ggrande possibilidade de seguir carreira na polícia militar. Cabo Ramos, que é um dos benfeitores, disse que ele não esperava tamanha repercussão desse caso e que a atitude do motorista com o garoto foi muito injusta.

Logo depois do caso viralizar nas redes sociais, a prefeitura do Guarujá emitiu uma nota esclarecedora de que é preciso haver uma denúncia da parte da família do garoto para que medidas contra a empresa de ônibus sejam realmente tomadas. Como isso não ocorreu até aquele momento, a Diretoria de Trânsito e Transporte não pode tomar as devidas providências a respeito do fato.

Redação

34 anos e cursando jornalismo em SP, já trabalho com notícias por aproximadamente 10 anos. Aqui cubro todas as notícias sobre o transito, capitais do país, reality shows e diversos assuntos diferentes. Email: [email protected]