Carregando Notícia
Curiosidades

Mãe que deu a luz a gêmeos aos 70 anos faz triste revelação sobre um deles anos depois

O fato aconteceu na Índia e teve repercussão mundial.

PUBLICIDADE

Normalmente, profissionais da saúde aconselham às mulheres a engravidarem até os 35 anos por saberem que, após essa idade, a gestação pode ser arriscada, tanto para a mãe como para o bebê. Contudo, temos visto cada vez mais mulheres de 50, 60 e até 70 anos de idade engravidarem.

PUBLICIDADE

Diretamente da Índia, Omkari Singh, de 70 anos, e seu marido, Charam, de 83, viraram notícia em todo mundo recentemente. Isso aconteceu porque os indianos, que já tinham duas filhas, decidiram engravidar porque desejavam ter um filho homem. Então, após realizarem uma fertilização in vitro, a indiana engravidou de gêmeos, uma menina, chamada Barsaat, e o menino, chamado a Akashvani, e bateu o recorde mundial da mulher mais velha a engravidar.

Seis anos depois de Omkari ter dado à luz aos gêmeos, ela quis se pronunciar sobre como as coisas estavam, mas sua história possuía uma parte triste: ela estava apenas com seu filho Akashvani. Barsaat morreu aos quatro anos de idade.

Ao que tudo indica, foi pela ingestão de um medicamento que havia passado da validade, o que configura claramente uma negligência médica. A mãe, enlutada, afirma sentir muita falta da filha mas que compreende que tudo é de acordo com a vontade de Deus.

Em seu relato, ela também falou sobre as dificuldades de criar um menino nessa idade, porque agora ele está com 6 anos, ela com 76 e o marido com 89.

Eles relataram que tudo é difícil, dar banho, brincar, ajudar na escola, compreender e responder aos questionamentos da idade e muitas outras coisas; o que é compreensível, já que, nesta faixa etária a criança é cheia de energia e eles, por sua vez, têm dificuldade até para fazer coisas básicas, como andar. Na velhice é difícil cuidar até de si mesmo que dirá então cuidar de uma criança de 6 anos.

Os pais do menino ainda revelaram que não se preocupam com o futuro do filho, pois já conversaram com a sua filha mais velha, de 56 anos, para que na sua falta ela venha a cuidar do garoto.

O desejo da mãe é que mesmo que qualquer outra: acompanhar todo o crescimento do filho. A indiana afirma que gostaria que o menino crescesse rápido para poder ver o seu casamento, mas concluiu dizendo que está muito feliz de ser mãe do menino.