Carregando Notícia
Curiosidades

Essa mulher de 51 anos, afirma que não tem amigos por ser bonita demais e deixar os homens ‘babando’

Segundo ela, enquanto homens ficam babando, as mulheres a invejam

PUBLICIDADE

Vivemos em um tempo de mudanças nas estruturas sociais e esse processo tem trazido cada vez mais inclusão, tolerância e nos ensina a cada dia mais a nos empoderarmos e a amar a nós mesmos. Pra alguns, por acompanharem os extremos, podem crer que isso seja superficial, mas a verdade é que todos nós queremos ser amados por alguém, valorizados e lembrados do nosso valor, seja por nós mesmos ou até pelos outros.

PUBLICIDADE

Vendo de fora, é possível imaginar que a vida desta mulher seja a própria perfeição: realizada na área profissional e uma forma física de dar inveja em qualquer um. Mas, como nem tudo que parece realmente é, ela já revelou ter enfrentado a depressão e afirma que hoje tem como companhia a solidão, já que é bonita demais e ninguém consegue fazer companhia.

Beleza demasiada realmente pode ser uma barreira para se ter amigos leais e um amor verdadeiro? Jane Curnow acredita, com todas as forças, que sim. A australiana contou a um jornal local que perdeu todas as amigas por um motivo bem específico: elas não sabiam lidar com sua beleza.

No auge dos 51 anos de idade, Jane esbanja boa forma. A australiana trabalha como modelo de fitness e ‘lifestlye Coach’, e confessa que perdeu todas as suas amigas porque elas tinham inveja dela, já que por onde passava chamava a atenção de todos os homens para si.

A modelo afirma que as mulheres hoje em dia são muito inseguras, invejosas, ressentidas e que durante um tempo, apesar dos esforços, não conseguia compreender porque era tão sozinha, mas que próxima dos seus 30 anos parou para refletir e percebeu que a falta de amizades era somente por ser linda demais.

Ela conta também que se casou duas vezes, mas que os relacionamentos não se alongaram muito. Após um tempo da sua segunda separação ela voltou a ativa e começou a marcar encontros. Nesse período, durante eles, percebeu o quanto os homens a admiravam e a sua beleza, mas, por sua vez, percebeu que as amigas passaram a evitar a sua pessoa por não conseguirem aceitar sua beleza, simpatia, gentileza e o encanto que exercia sobre o sexo oposto, já que, segundo ela, a maioria deles parece lhe despir com os olhos.

Foi daí em diante que Jane, aprendeu e decidiu aceitar sua condição agraciada de ‘mulher maravilhosa’, que causa inveja em qualquer mulher desejo nos homens. A partir disso, resolveu trabalhar no incentivo a outras pessoas para se aceitarem como são.

Segundo ela, seu objetivo primordial hoje em dia é transmitir energia positiva as mulheres e ensiná-las a se empoderarem e não temerem diante do aparecimento de outra mulher bonita no recinto.