Carregando Notícia
Curiosidades

Depois que uma pessoa morre, o sangue pode ser reaproveitado?

Depois que uma pessoa morre, o sangue pode ser reaproveitado para transfusão? Esta é uma pergunta muito incomum e super interessante. Atualmente estamos vivendo momentos de muitas mortes o que nos leva a pensar em coisas que nunca paramos para imaginar. Então vamos a resposta, o sangue pode até ser reaproveitado mas é um procedimento incomum nos Hospitais. Chega a ser meio Frankenstein, não?

 

A transfusão entre cadáveres e pacientes vivos chegou a ser assegurada por médicos na primeira metade do século 20, mas não emplacou. Ela nunca foi incorporada a um método de tratamento. O primeiro teste em humanos foi feito em 1930 pelo cirurgião  russo Sergei Yudin, ele chegou a salvar um homem que tentou suicídio e usou 420ml de um cadáver de 60 anos, que foi conservado durante seis horas em baixas temperaturas. Segundo consta nos estudos da época o médico teria repetido este procedimento por diversas vezes com outros pacientes.

As doações de sangue realizadas pelas pessoas vivas é a forma mais popular de se obter sangue para transfusão. Mas por que? Porque é a forma mais segura. Para se doar sangue é necessário estar saudável, quem já doou sabe que antes de espetar a agulha no braço é realizado um entrevista com uma série de perguntas.

Pessoas com anemia, lactantes, usuárias de drogas ou que tiverem feito uma tatuagem recentemente são impedidas de fazer a doação, pois podem ter alterações no organismo que comprometam a doação. As pessoas que morrem por exemplo não estão saudáveis, por isso não há uma forma de garantir a procedência do sangue sem testes em laboratório, logo a chance deste sangue ser reaproveitado é mínima.

O sangue é um tecido que se regenera muito rápido, por isso a solução mais prática é contar com os voluntários dispostos a doarem 450ml de seu sangue de tempos em tempos. E você já fez sua doação? Cada doação pode salvar quatro vidas.

Doe sangue, doe Vidas!

 

Maicon Douglas

Sou carioca de 29 anos, trabalho com jornalismo a mais de 7 anos. Formado em Marketing, cubro todas as noticias sobre Crimes, politica, reality shows, esportes e tudo que for relevante para o leitor. Email: [email protected]