Carregando Notícia
CuriosidadesNotícias

Alerta para papais: celular expl0de enquanto menino de seis anos usava aparelho

Uma criança de apenas seis anos estava usando um aparelho de celular quando expl0diu.

PUBLICIDADE

Uma criança pequena deve sempre ser supervisionada por um adulto e nunca ser deixada sozinha, principalmente se está usando algum aparelho eletrônico. Um caso recente que envolve uma pequena criança de seis anos é um claro exemplo para pais e responsáveis. É bastante comum ver meninos e meninas com aparelhos de telefone celular nas mãos, com o intuito de brincar com joguinhos. Há muitas e muitas formas e uma criança se distrair com brincadeiras e vídeos. Os pequenos gostam bastante de brincar com aparelho de celular, que não é na verdade um brinquedo.

PUBLICIDADE

O que muita gente pode não saber, é que há diversos riscos com o uso de aparelho de celular sem responsabilidade. Sendo assim, é muito importante para ter a atenção de alguns detalhes sendo assim, é preciso para evitar acidentes que envolvem esse tipo de equipamento eletrônico. O artigo que você lê relatará uma situação que envolve uma criança e que poderia ter terminado da pior forma possível.

Um aparelho de telefone de celular explodiu nas mãos de um menino que tinha apenas seis anos na ocasião. Esse fato ocorreu no interior do estado do Ceará, mais precisamente no município de Quiterianópolis, no Centro da cidade. Esse menino, que foi diagnosticado com autismo, felizmente não sofreu nenhum tipo de ferimento aparente.

Segundo a mãe do garotinho, a professora Maria Eugênia, o menino estava assistindo a vídeos quando o telefone que ele segurava começou a soltar fumaças. Quando percebeu esse perigo, a mãe logo tirou o telefone da mão do menino. Rapidamente, esse telefone começou a inchar sem parar e inesperadamente houve uma expl0são. O pai da criança chutou o aparelho que caiu na água e parou de soltar fumaça.

De acordo com a mãe dessa criança, esse celular tinha somente um ano de uso e não tinha até então apresentado nenhum problema técnico. O menino, chamado Bernardo, felizmente saiu ileso, apesar desse susto, sem nenhum tipo de ferimento. O aparelho de celular dele teve perda total, sendo assim, a família descartou o que sobrou do celular.

Esse tipo de caso já ocorreu em outras vezes com outras crianças, por isso, é ressaltada a importância para que pais e responsáveis estejam atentos a qualquer detalhe. Observe se o aparelho de celular esquenta bastante e se está sobrecarregado, assim como verificar se a bateria está normal ou se não tem nenhum defeito de deformação.