Início » Vídeo: Médico sem máscara ataca paciente após ser advertido ” confusão e gritaria “
Notícias

Vídeo: Médico sem máscara ataca paciente após ser advertido ” confusão e gritaria “

O vídeo que está circulando nas redes nessa semana traz à tona uma triste realidade que os brasileiros estão enfrentando no combate a pandemia do novo coronavirus que já matou milhares de brasileiros em apenas um ano de pandemia.

O caso aconteceu em uma clínica psiquiatra em um posto de saúde na cidade de Piracaia no estado de São Paulo, o vídeo que chocou a todos após a reação de um médico psiquiatra ao ser questionado por uma paciente por estar sem máscara na clínica causou grande revolta com a situação principalmente por acontecer em um estabelecimento da rede pública.

Uma paciente que tinha marcado uma consulta em um posto da rede de saúde pública da cidade acabou se envolvendo em uma confusão generalizada com um médico psiquiatra do estabelecimento. o vídeo está circulando nas redes sociais onde o médico parte para cima da paciente ao ser questionada por ele não está usando máscara e ela por ter pegado o celular causou revolta nele.

Tudo aconteceu quando a moça chegou a clínica com seu filho imaginando que ele poderia ser atendido pelo psiquiatra, foi quando ela foi informado na recepção que a consulta seria apenas para mãe não para criança porque o médico não era especializado para atender crianças.

Foi então que segundo ela percebeu a aproximação de um homem de camisa preta sem máscara que ela percebeu que seria o médico, foi então que ela questionou a questão do atendimento a crianças e o médico não gostou do questionamento. Quando ela cobrou sobre o uso da máscara foi tão seus animais exaltados.

Na confusão o médico não gostou de ser confrontado pela paciente e acabou partindo para cima dela para tomar o celular da mão onde ela estava gravando, a confusão foi toda gravada através do celular da amiga da paciente que estava no local e viralizou causando muita revolta nas redes sociais.

Veja Também:  Família da funkeira que morreu na gravação de vídeo clipe pede por justiça