Início » Ilegível denovo? PGR recorre decisão do STF que anula condenação de Lula
Notícias

Ilegível denovo? PGR recorre decisão do STF que anula condenação de Lula

Parece que nossa política nacional ganha mais um episódio, após o nome do ex-presidente Lula ser um dos mais comentados nos últimos dias pela decisão do STF em anular sua condenação. Luís Inácio Lula da Silva volta a ser o assunto do dia novamente, tudo isso por conta da Procuradoria Geral da República que recorreu a decisão de Fachin.

A PGR defende as quatro condenações de Lula realizadas pela 13ª Vara Federal do Estado do Paraná, a que se refere ao tríplex do Guarujá, a sede do Instituto Lula, o sítio em Atibaia e todas as doações realizadas pelo Instituto que leva o nome do ex-presidente. Esse recurso realizado pela PGR foi assinado pela subprocuradora-geral Lindôra Araújo.

Caso esse pedido seja negado. a PGR solicita a Corte que seja preservado as decisões dos processos finalizados em Curitiba e que seja anulado somente as ações que ainda não foram sentenciadas. Segundo o órgão não há motivos sólidos para que o processo seja transferido para a Justiça do Distrito Federal, já que os crimes estariam ligados diretamente com a Petrobrás e com empreiteiras ligadas a empresa.

Lindôra alega que a denúncia é clara e totalmente legítima e os relatos comprovam suas irregularidades, portanto não haveria argumentos que abonassem a vantagem ilícita obtida pelo ex-presidente do Brasil. Pois ficou mais que comprovado que o dinheiro usado nessas construções e compras estão ligados diretamente a desvios de contratos envolvendo a Petrobrás.

Com certeza esse é um caso que trará ainda mais discussões nas redes sociais, pois se trata da política nacional. Muitas pessoas que apoiam Lula já estavam sonhando com sua candidatura na próxima eleição, mas ao que tudo indica ainda terá muita água para rolar até lá.

Veja Também:  Vídeo: Fiéis fazem corrente de oração em frente aos hospitais de Joinville, SC

Esse quadro ainda poderá mudar mais algumas vezes, entre o direito legal ou não de Lula se candidatar novamente.