Início » Lula elegível ou inelegível até 2022? Como esse termo está e poderá influenciar na bolsa, dólar, juros
Notícias

Lula elegível ou inelegível até 2022? Como esse termo está e poderá influenciar na bolsa, dólar, juros

Com a última definição na tarde desta segunda-feira dia 8 de março do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, trouxe um impacto negativo no mercado financeiro. O ministro suspendeu as sentenças do ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, feitas pela 13ª Vara Federal de Curitiba na operação Lava Jato, são eles os processos do sítio de Atibaia, triplex do Guarujá, e do Instituto Lula, o que faz ser ele elegível novamente até que os casos sejam revistos mais uma vez ou até uma nova alteração. Há a possibilidade da Procuradoria Geral da República recorrer da decisão.

Após o acontecido, mais que imediato apertou-se o dólar e fez a bolsa de valores que achava-se já em declínio, cair mais. A moeda norte-americana encerrou o dia em alta de 1,7%, a quase R$ 5,78 na venda, o maior valor desde maio do ano passado. Para quem pretende viajar e vai precisar comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais caro.                                                                                                                                                                                                  O índice de referência da bolsa, o Ibovespa, despencou 4%, o Dólar por sua vez ainda mais caro, aumenta a inflação, obriga a uma subida mais apressada dos juros e dificulta mais ainda a restauração da economia.

Veja Também:  Cena inusitada: Jovem vai ao dentista, volta com um bebê no colo e afirma "Eu não sabia"

A capacidade de ser eleito do Lula acaba com as chances de uma base democrática. É uma visão muito insatisfatório para o mercado e devemos esperar a taxa de câmbio subindo, inflação crescendo ainda mais, o Banco Central considerando a ideia de ser ainda mais agressivo nos juros e a bolsa com muito mais oscilação.

Porém para o advogado Alberto Rollo, especializado em direito eleitoral, a determinação no atual momento ainda não finaliza a questão sobre a legalidade de uma possível candidatura do ex-presidente Lula. Para o especialista, dentro de 1 ano e 7 meses, os casos ainda não podem ser analisados novamente , agora pela Justiça Federal de Brasília. Segundo o advogado hoje o Lula é ficha limpa mas não se sabe o que acontecerá daqui um mês, ou seja ainda existe a possibilidade de uma reavaliação deste caso.