Início » BBB21: Segundo a web, Fiuk esta com a “maldição da chorona”; conheça outros apelidos que o cantor recebeu
BBB

BBB21: Segundo a web, Fiuk esta com a “maldição da chorona”; conheça outros apelidos que o cantor recebeu

O cantor Fiuk é um dos participantes do BBB 21. Ele chora várias vezes durante o programa, o que atraiu a atenção das pessoas. Isso até causou uma “resistência” dos internautas, pedindo #ForaFiuk no Twitter. Na internet, os internautas começaram a ficar debochando do cantor Fiuk. Vários internautas disseram que, Fiuk estava com a “maldição da chorona”, esse é o nome de um filme de terror, onde o fantasma de uma mulher andava chorando e querendo pegar crinças que não era dela. Foi por esse motivo que eles deram esse apelido para ele.

Outros apelidos foram dados como: “chorosa”, “mocinha”, “fresco”, Nutella”, “bambi”, “sentimentalzinho”, “emotivo” e vários outros. Além dos apelidos, Fiuk também foi alvo de vários memes engraçados na internet. Hoje, dia (09/02/2021), Fiuk foi flagrado chorando sozinho no jardim da casa do BBB, e os internautas novamente fizeram piadas do cantor.

O participante também revelou esta semana que ele sofre de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Na conversa, ele se lembrou de sua infância.

“Não era uma coisa positiva na escola, os moleques acabavam comigo. Eu não conseguia ser amigo de ninguém. As meninas sempre ficavam com dó, mas até a minha pré-adolescência foi brabo. Quando eu li, conheci o que era DDA [outra sigla para TDAH]”, disse.”

Especialistas ouvidos pelo VivaBem explicaram que o choro excessivo ocorre quando isolado, como agora é na pandemia e nas casas BBB 21, e cheio de ansiedade, mas isso não tem nada a ver com distúrbios de atenção.

“Os sintomas de TDAH não provocam choro excessivo, não tem nenhuma relação. O isolamento e a pandemia podem ser gatilhos para outros transtornos mentais e sintomas relacionados”, diz Camila Luisi, psicóloga do IPq-HCFMUSP (Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).”

Além disso, os psicólogos explicam que o TDAH é um transtorno mental, então a pessoa também pode ter outro transtorno.

“Durante uma pandemia, isso se intensifica muito mais. Pode ser o déficit de atenção e uma tendência à depressão ou à ansiedade”.

Veja Também:  Juliette e Gilberto tem DR e sister diz: 'Não vou passar mão na cabeça'