Início » Inacreditável: menina de 14 anos desaparecida é encontrada morta
Mundo

Inacreditável: menina de 14 anos desaparecida é encontrada morta

O feminicídio é uma tendência que não recebe a merecida atenção do estado que se mostra omisso, muitas mulheres são vitimas todos os dias diante da sociedade. Os casos de feminicídio no Brasil cresceu cerca de 1,9% no primeiro semestre de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. No total foram mais de 600 mulheres assassinadas por causa do gênero nos seis primeiros meses deste ano.

E não é só no Brasil que este crime tem crescido, nas redes sociais está rolando uma comoção sobre um caso que aconteceu na Argentina. Uma menina de apenas 14 anos chamada Florencia Romana que desapareceu no fim de semana passado, depois de ir na casa de um casal que conheceu nas redes sociais em Mendonza -Argentina.

A pior suspeita se confirmou nesta quinta-feira (17), a menina foi encontrado sem vida em uma vala. O corpo foi encontrado nas proximidades de um frigorífico na comunidade de Maipú, a três quilômetros da casa do casal: Pablo Ramón Arancibia (33) e Micaela Estefanía Méndez (27).

De acordo com testemunhas Florencia resistiu a um ataque sexual, pelo qual foi cortada a garganta e depois queimada, para apagar vestígios. O acusado tem arranhões no corpo, o que também indicaria que a vítima tentou se defender.

Ainda segundo testemunhas o homem teria tentado despistar as pessoas dizendo que precisava se livrar de um cachorro morto em sua casa. Florencia foi assassinada poucos minutos após uma ligação policial para o 911, alertada sobre o pedido de socorro da adolescente quando foi agredida na casa do assassino, onde acabou sendo cortada e queimada pelo casal preso pelo crime.

Veja Também:  Urgente: Terremoto de magnitude 7,3 causa panico no Japão; assista ao vídeo

Segundo investigações, a menor entrou em contato com Pablo pelo Instagram, que a chamou para se reunir em sua casa, prática que o homem praticava regularmente com menores. Abaixo foto das mensagens enviadas via direct.

Esse foi o método utilizado pelo criminoso
Esse foi o método utilizado pelo criminoso