Início » Tirou a sorte grande, homem tem visão e acha 100 milhões de reais em parede de apartamento
Curiosidades

Tirou a sorte grande, homem tem visão e acha 100 milhões de reais em parede de apartamento

O caso tem ganho uma grande repercussão em todo  mundo, ele não estava em qualquer apartamento sobrinho de Pablo Escobar desvendou mais um de tantos mistérios de seu tio. Em um apartamento que Pablo residiu esse homem achou um saco com notas de dólares totalizando 18 milhões da moeda, isso em reais dá mais de 100 milhões.

O homem mora nesse apartamento que fica na cidade de Medellín à cinco anos e disse que teve uma visão onde foi indicado que esse dinheiro estaria neste local. Nicolás Maduro realmente tirou a sorte grande ao encontrar esse tesouro escondido pelo seu próprio tio anos atrás.

Em uma entrevista a TV local Nicolás relatou que toda vez que ia jantar ele olhava para a parede e via um vulto de uma pessoa entrando no local e depois sumindo, foi quando ele resolver conferir o que isso poderia significar. Ao entrar no local ele disse que fedia pior do que o odor de um defunto, era insuportável o cheiro daquele local.

O sobrinho mais sortudo do mundo disse que além do dinheiro ele também encontrou no local uma máquina de escrever, telefones de satélites, uma câmera fotográfica, uma caneta de ouro e um filme que as fotos não foram reveladas. Realmente um verdadeiro tesouro de um dos homens mais polêmicos que existiu em todo o mundo, só esses objetos já valem uma fortuna em si por pertencerem ao Pablo Escobar.

O sobrinho ainda conta que lembra das histórias do seu tio e diz que uma vez ele contou que foi sequestrado e torturado por pessoas que queriam descobrir esse local. Dois de seus funcionários foram atacados com uma motossera, a tortura durou cerca de sete horas e ele não entregou o local que foi descoberto pelo sobrinho.

Veja Também:  Lembra dela? A cantora do grupo Mulekada mudou e impressionou a todos com a nova vida.

Compartilhe com todos os seus amigos e familiares essa intrigante história.

Fonte: Notícias UOL